OBRA DE ARTE DA SEMANA: ‘The Redemption’ de Tawny Chatmon

A maior parte das obras que fazem parte da série The Redemption (A Redenção, em português), criadas em 2018 e 2019 por Tawny Chatmon, fazem referência direta aos trabalhos da fase dourada de Klimt – O beijo e A dama dourada, dos quais já falamos aqui na coluna, estão entre os mais importantes do pintor austríaco. Além do uso da folha de ouro, a artista americana também se inspira nas telas dele ao pintar formas geométricas circulares e retangulares nas roupas dos personagens em seus retratos.

A presença do ouro nos trabalhos de Chatmon já vem de outras séries, sendo que na Byzantine Contempo, a influência da arte bizantina, que foi uma das inspirações de Klimt em sua fase dourada, está clara desde o título.


Retrato da série Byzantine Contempo

Entretanto, enquanto Klimt era pintor, Chatmon é, antes de tudo, fotógrafa. Seu processo criativo se inicia com a fotografia, que depois é modificada digitalmente através colagem e ilustração digital, com elementos sendo adicionados e removidos, e, por fim, quando são impressas, as imagens são retocadas manualmente através da aplicação de folhas de ouro e tinta acrílica; a criação de uma obra podendo durar diversas semanas.

Outra característica que podemos notar ao nos depararmos com seu trabalho é que seus modelos são sempre crianças, que ela considera mais espontâneos do que os adultos, e que, segundo conta, o desejo de fotografá-las surgiu depois que se tornou mãe. Além de seus filhos, também posam para suas lentes outras crianças as quais ela se sente próxima: sua afilhada, amigos, parentes ou pessoas que já foram suas modelos no passado.

Ao representar crianças negras em retratos que lembram grandes pinturas da história da arte ocidental, que se tornam ainda mais graciosas e magníficas graças ao uso da folha de ouro, a artista exalta a beleza negra. Como alguns outros artistas negros contemporâneos, seu intuito é mudar o olhar da sociedade, frequentemente negativo, quanto a cultura e tradições africanas e afro-americanas, com pessoas negras tendo sido representadas durante a história da arte ocidental somente em posições submissas, de subserviência e escravidão, ou, no máximo, de curiosidade; além de os artistas negros, eles mesmos, ainda hoje serem minoritários no mundo da arte.

Os penteados dos retratados – típicos dessas culturas – são, por vezes, propositalmente exagerados na edição das imagens, dando assim, espaço na representação visual a cabelos negros naturais, sem a necessidade de serem alisados ou modificados para se adequarem a um padrão estético branco.

Daí o título da série ser The Redemption (A Redenção, em português), pois ela defende que, como outras manifestações artísticas, tal como a literatura, as artes visuais possuem esse poder de redenção. Entretanto, é importante salientar que não se trata de uma busca por validação, mas sim da proposição de uma contranarrativa que celebra e exalta a beleza negra e única de cada um dos retratados.

Sua necessidade de criar obras que passem uma mensagem, veio depois da morte de seu pai, vítima de câncer, que ela pretendia retratar vencendo a doença. A partir de então, ocorreu uma grande mudança em seu trabalho: a mensagem passada tem de ser clara e contribuir para que o mundo mude positivamente, com cada um de nós fazendo sua pequena parte. E, as crianças, foco de suas lentes, são, justamente, o futuro.

 

Bibliografia/Links:

Tawny Chatmon, [Online]. Consultado em 14/09/2020.

https://www.tawnychatmon.com/

Grace EBERT, “Striking Portraits by Artist Tawny Chatmon Embellished with Gold Garments and Ornate Backdrops” in Colossal, [Online]. Consultado em 14/09/2020.

https://www.thisiscolossal.com/2020/06/tawny-chatmon-redemption-klimt/

Jessica MCQUEEN, “Tawny Chatmon Celebrates Cross Generational Beauty” in Canvas by Satchi Art, [Online]. Consultado em 14/09/2020. https://canvas.saatchiart.com/art/one-to-watch/tawny-chatmon

Interview with Tawny Chatmon” in Photo Awards, [Online]. Consultado em 14/09/2020.

https://www.photoawards.com/tawny-chatmon/

Tawny Chatmon” in Galerie Myrtis, [Online]. Consultado em 14/09/2020.
http://galeriemyrtis.net/tawny-chatmon-biography/

Fonte das imagens:

https://www.thisiscolossal.com/2020/06/tawny-chatmon-redemption-klimt/

https://www.tawnychatmon.com/

Comprando qualquer produto na Amazon através desse link, você ajuda a manter o Artrianon e não paga nada a mais por isso.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s