O “Oratório do demônio” de Farnese de Andrade

Oratório do demônio
( Farnese de Andrade, 1976)

Farnese de Andrade é, de longe, um dos artistas mais densos que já tive oportunidade de estudar. Sua peculiar poética gira em torno de temas sombrios, com uma estética carregada de simbolismos e cargas emocionais. Ao mesmo tempo em que ele nos assusta, ele nos instiga; e é aí que nos deslumbramos. Pode ser uma comparação não muito justa, mas ele me lembra Caravaggio e Goya: ousados, destemidos e singulares em sua composição.

Giuditta che taglia la testa a Oloferne
(Caravaggio, 1598-1599)


O Lazarillo de Tormes de Francisco de Goya

Esta obra que eu escolhi para trazer à luz este artista formidável, “The Devil’s Oratory”, possui traços característicos de suas obras (objetos e assemblages), o oratório e um boneco. Farnese tem como tema central ele mesmo. Em suas obras ele exprime “medos, dores, tristezas, rancores, complexos, perdas, depressões, recalques, pânicos, relações, fetiches, libidos, euforias e alguma alegria”. Com relação ao que foi citado, é possível afirmar que sua obra é como que um retrato de si e de seu inconsciente, onde transita do concreto ao abstrato, bem como consegue ser bruta e gentil ao mesmo tempo, como explicita o assessor de imprensa da exposição realizada na Caixa Cultura de Brasília sobre o artista.

Farnese, tal como Goya e Caravaggio, foi um contemporâneo de seu tempo, ou seja, suas obras não eram aceitas pela sociedade em que vivia, por falta de incompreensão, tendo sido infelizmente redescoberto somente após a sua morte. É curioso pensar nesses artistas que só ganham fama após a morte, muitos deles foram incompreendidos e outros tantos só não estavam no momento certo. Mas a arte tem dessas coisas, ela nunca se limita. O velho pode ser o novo, e vice-versa, é sempre um caminho de inventividade, criatividade, novas relações e compreensões.

(O Lazarillo de Tormes
Goya, 1808)

Fontes:

Comentário baseado em aulas do curso de Artes Visuais do Centro Universitário de Maringá (Unicesumar), 2016.

“Exposição na Caixa Cultural – Farnese de Andrade” in James Lisboa Escritório de Arte, [Online]. Consultado em 16/04/2021.
https://www.escritoriodearte.com/blog/artigos/exposicao-na-caixa-cultural-farnese-de-andrade/

Comprando qualquer produto na Amazon através desse link, você ajuda a manter o Artrianon e não paga nada a mais por isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s