O racional e o passional no longa ‘Rush: no limite da emoção’ de Ron Howard

Não sei bem qual será a medida das palavras aqui nesta prosa. Escrevo ao mesmo tempo em que assisto o filme Rush: no limite da emoção de Ron Howard. A narrativa em alta velocidade conta fragmentos da vida de Niki … Continuar lendo O racional e o passional no longa ‘Rush: no limite da emoção’ de Ron Howard

OBRA DE ARTE DA SEMANA: O banqueiro e sua mulher de Quentin Matsys

Quentin Matsys, O banqueiro e sua mulher, óleo sobre painel de madeira, 74x68cm, 1514. Conservado no Museu do Louvre, Paris, França. Nessa pintura vemos simetricamente posicionados um banqueiro ou cambista que pesa moedas de ouro e sua mulher que observa … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA: O banqueiro e sua mulher de Quentin Matsys

Amor, loucura e ciência em ‘A pele que habito’ de Almodóvar

O enredo da película “A pele que habito”, de Almodóvar, nos envia a reflexões acerca do modus como nos relacionamos com o outro na contemporaneidade. O diretor, pelas ações de um médico pesquisador, faz jorrar a sanha científica que impera … Continuar lendo Amor, loucura e ciência em ‘A pele que habito’ de Almodóvar