OBRAS INQUIETAS 38: “Finis – O Fim de todas as coisas” (1887), Maximilian Pirner

Existem mistérios que não conseguimos responder, e a nossa cegueira seletiva sempre impressiona: vemos aquilo que está diante dos olhos, mas somos incapazes de perceber os infernos que nos espreitam se dermos um passo para o lado errado, se virarmos … Continuar lendo OBRAS INQUIETAS 38: “Finis – O Fim de todas as coisas” (1887), Maximilian Pirner

OBRAS INQUIETAS 36. “As tentações de Santo Antônio” (1646), de Salvator Rosa

Toda vez que você repousa a cabeça em um travesseiro, eles se alvoroçam na escuridão. Estão sempre lá, à espreita, vigiando o seu sono e a sua sanidade, ansiosos para cravar os dentes na paz de espírito. Ninguém sabe os … Continuar lendo OBRAS INQUIETAS 36. “As tentações de Santo Antônio” (1646), de Salvator Rosa

OBRAS INQUIETAS 35. “Uma família de san-culottes descansa depois das fadigas do dia” (1792), James Gillray

É muito sutil a linha que separa o ser humano do animal, a civilização da bestialidade, a ordem do caos. Todos possuem um ser primitivo à espreita no seu interior, alguém que já existia antes mesmo que caminhássemos eretos, criatura … Continuar lendo OBRAS INQUIETAS 35. “Uma família de san-culottes descansa depois das fadigas do dia” (1792), James Gillray

OBRAS INQUIETAS 34. “Ivan o Terrível e seu filho Ivan no dia 16 de novembro de 1581” (1885), Ilya Repin

O que foi que eu fiz? Deus, o que foi que eu fiz? Onde estava com a cabeça quando ergui o cetro contra meu próprio filho e desci certeiro na sua têmpora? Nos meus braços, o calor se despede do … Continuar lendo OBRAS INQUIETAS 34. “Ivan o Terrível e seu filho Ivan no dia 16 de novembro de 1581” (1885), Ilya Repin

OBRAS INQUIETAS 29. “Estátua suméria de casal diante de Deus”, Anônimo (c. 2600 a. C.)

“Estátua suméria de casal diante de Deus”, Anônimo (c. 2600 a. C.) Contemple o vosso Deus e estremeça, verme. Fique diante do Impossível; sinta a presença queimar o mundo, eviscerar as suas memórias, preencher o universo com um canto de … Continuar lendo OBRAS INQUIETAS 29. “Estátua suméria de casal diante de Deus”, Anônimo (c. 2600 a. C.)

OBRAS INQUIETAS 28. “Retrato de um coração” (2013), Christian Schloe

Queima como o inferno. Por mais que você tente esquecer, não consegue: está ali, uma chaga viva, cada mínima memória despertando novas dores e ressuscitando as chamas dos gestos não realizados. Tenta pensar em outra coisa, mas a imagem do … Continuar lendo OBRAS INQUIETAS 28. “Retrato de um coração” (2013), Christian Schloe