OBRAS INQUIETAS 33. “Stańczyk” (1862), de Jan Matejko

No salão, o som de risadas e o estrépito de talheres e louças enchia a noite de cores. Por trás deles, a onipresente música ressoa quase abafada, ainda sacudida pelo som dos aplausos que saudaram a primeira apresentação de Stańczyk, … Continuar lendo OBRAS INQUIETAS 33. “Stańczyk” (1862), de Jan Matejko