Lacunas: Considerações sobre “A Música Nunca Parou” de Jim Kohlberg

Tenho a oportunidade de escrever estas ideias ao som de Mr. Tambourine Man, de Dylan. A escolha não foi ocasional. Há uma chuva intermitente lá fora, e, por conseguinte, aqui dentro também. Essa brincadeira poética de chuvas fora e dentro nos … Continuar lendo Lacunas: Considerações sobre “A Música Nunca Parou” de Jim Kohlberg

“Uma reportagem maldita (Querô)”, de Plínio Marcos

“— Te refresca saber essas bostas?” Plínio Marcos busca, por meio da palavra, o escancarar das violências. A partir das denúncias que o narrador-personagem faz, somos levados a experimentar do outro lado da espetacularização da violência, em um Brasil individualista … Continuar lendo “Uma reportagem maldita (Querô)”, de Plínio Marcos