OBRA DE ARTE DA SEMANA: O Triunfo da Guilhotina, de Nicolas-Antoine Taunay

Nicolas-Antoine Taunay, Le triomphe de la guillotine, óleo sobre tela, 129×168 cm, 1795-1799 O Triunfo da Guilhotina (1795-1799), atribuído a Nicolas-Antoine Taunay, e considerado atualmente da École Française, compõe o cenário de guerra pelo fogo infernal das carnes sendo devoradas … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA: O Triunfo da Guilhotina, de Nicolas-Antoine Taunay

OBRA DE ARTE DA SEMANA: Cena do massacre dos inocentes, de Léon Cogniet

Léon Cogniet. Scène du massacres des innocents, 1824 O quadro Cena do massacre dos inocentes, de Leon Cogniet (1824), é um retrato doloroso e atemporal da ameaça da morte nas guerras. O seu contexto é específico e bíblico, mas a … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA: Cena do massacre dos inocentes, de Léon Cogniet

OBRA DE ARTE DA SEMANA: A fazedora de anjos, de Pedro Weingartner

WEINGARTNER, A fazedora de anjos (tríptico), óleo sobre tela, Brasil, 1908. O horror da realidade invade a tela de Pedro Weingartner em forma de três quadros que contam a história de um episódio real folhetinesco. A fazedora de anjos, de … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA: A fazedora de anjos, de Pedro Weingartner

OBRA DE ARTE DA SEMANA: O desespero da morte em A jangada da Medusa, de Géricault

Theodore Géricault, A jangada da Medusa, óleo sobre tela colocada sobre madeira, 491 x 716 cm, 1819. Conservada no Museu do Louvre, Paris, França. A jangada da Medusa (1819), de Théodore Géricault, é uma obra grandiosa, parte do acervo do … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA: O desespero da morte em A jangada da Medusa, de Géricault