Dissertação sobre as mulheres nas obras de Manet disponível para download

O almoço na relva, de Édouard Manet, 1863

Escrevo como colunista do Artrianon desde 2016. Já foram muitas matérias no Obra de Arte da Semana, escrevendo sobre pinturas variadas, descobrindo na prática esse ato de estar diante de uma imagem. Neste mesmo período, eu estava desenvolvendo minha dissertação de mestrado, que nasceu na iniciação científica e foi finalizada no mestrado, sobre as mulheres nas obras do pintor Édouard Manet.

Depois de uma jornada e tanto, de quase 9 anos, minha dissertação já está disponível no site Teses USP para download gratuito em pdf! Defendida para a titulação de mestre no departamento de Filosofia da Universidade de São Paulo, na área de Estética, a dissertação tem o título de Confrontos do olhar: a pintura e a figuração feminina por Édouard Manet.

Na dissertação, perpasso as obras principais do artista moderno e o sentido de ruptura com a tradição, a partir da frontalidade e materialidade da tela e o confronto por meio do olhar das personagens femininas, concentrando-me na recepção das obras no Salão. Estão presentes temas como o lugar do espectador, a antiteatralidade na pintura e os temas filosóficos da percepção, da cor, do desenho e do encarnado, assim como comentários sobre as marcas da misoginia e do racismo no século XIX, a representação do corpo negro e das cortesãs na pintura, a moda da época, a flânerie em Paris, o trabalho das artistas impressionistas, e relações com obras literárias de autores como Charles Baudelaire, E.T.A Hoffmann e Honoré de Balzac.

As obras estudadas de Manet são: Olympia, O almoço na relva, Um bar no Folies-Bergère, O caminho de ferro, Jovem Dama em 1866, Música nas Tulherias, O baile de máscaras na Ópera, Na estufa, Primavera, O Retrato de Berthe Morisot.

Lobo abaixo o resumo:

O presente trabalho busca interpretar o conjunto da obra do pintor impressionista Édouard Manet a partir do recorte da figuração feminina. Considerando a relevância do artista para o movimento impressionista e a geração à qual pertenceu em 1863, essa dissertação tem como objetivo tratar da frontalidade do olhar das personagens femininas, relacionada à fatura da obra e sua recepção. A referência teórica se constitui pelas leituras de A pintura da vida moderna, de T.J.Clark, Le modernisme de Manet, de Michael Fried; a conferência de Michel Foucault, La peinture de Manet; Manet – Biographical and Critical study, de Georges Bataille; Manet – une révolution symbolique, de Pierre Bourdieu, Suspensões da percepção, de Jonathan Crary, entre outras. Como método de análise, são estudadas as obras principais de Manet, assim como as de outros artistas, com a finalidade de pensá-las a partir de sua recepção e quais proximidades e diferenças existem entre si. Portanto, o objetivo dessa pesquisa é demonstrar a relevância da configuração pictórica promovida por Manet por meio da frontalidade do olhar das personagens femininas e a materialidade da tela, como elementos participantes do “efeito Manet” e daquilo que caracterizou a sua dita “revolução simbólica”, potencializada especificamente pela figuração feminina, distanciando-se das normas acadêmicas.

Para baixar, clique AQUI

Comprando qualquer produto na Amazon através desse link, você ajuda a manter o Artrianon e não paga nada a mais por isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s