OBRA DE ARTE DA SEMANA | Ofélia, de Sir John Everett Millais

A imagem de Ofélia e outras personagens de Shakespeare foram inspirações frequentes para os pintores vitorianos que usavam passagens da obra para representar as cenas imaginadas. Uma das mais reconhecidas é Ofélia (Ophelia,1851-2), de Sir John Everett Millais. Inerte nas … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA | Ofélia, de Sir John Everett Millais

OBRA DE ARTE DA SEMANA | Bernardino Campi pintando Sofonisba Anguissola, de Sofonisba Anguissola

À primeira vista, o quadro Bernardino Campi pintando Sofonisba Anguissola (1559), da artista renascentista Sofonisba Anguissola, parece evocar uma cena comum: um artista em cena pintando uma mulher. O título logo indica se tratar do professor de Anguissola, Bernardino Campi. … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA | Bernardino Campi pintando Sofonisba Anguissola, de Sofonisba Anguissola

OBRA DE ARTE DA SEMANA| A loucura da noiva de Lammermoor, de Emile Signol

A obra A loucura da noiva de Lammermoor (La Foule da la fiancée de Lammermoor) (1850), de Emile Signol, é o vislumbre do horror da morte. Baseado no romance homônimo de Sir Walter Scott, a história trágica compõe com Une … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA| A loucura da noiva de Lammermoor, de Emile Signol

OBRA DE ARTE DA SEMANA: Cena do massacre dos inocentes, de Léon Cogniet

Léon Cogniet. Scène du massacres des innocents, 1824 O quadro Cena do massacre dos inocentes, de Leon Cogniet (1824), é um retrato doloroso e atemporal da ameaça da morte nas guerras. O seu contexto é específico e bíblico, mas a … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA: Cena do massacre dos inocentes, de Léon Cogniet

OBRA DE ARTE DA SEMANA: A fazedora de anjos, de Pedro Weingartner

WEINGARTNER, A fazedora de anjos (tríptico), óleo sobre tela, Brasil, 1908. O horror da realidade invade a tela de Pedro Weingartner em forma de três quadros que contam a história de um episódio real folhetinesco. A fazedora de anjos, de … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA: A fazedora de anjos, de Pedro Weingartner