OBRA DE ARTE DA SEMANA: “Não estamos todos no mesmo barco” de Banksy

Banksy, We’re Not All in the Same Boat (Não estamos todos no mesmo barco), estêncil sobre muro em Calais, França, 2015. “Algumas pessoas se tornam policiais porque querem tornar o mundo um lugar melhor. Algumas pessoas se tornam vândalos porque … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA: “Não estamos todos no mesmo barco” de Banksy

Crítica social na Arte Clássica: Será possível revisitar o passado?

O último século foi marcado por grandes revoluções no campo das artes. O surgimento das vanguardas artísticas do início do século 20, período denominado Arte Moderna e a sequência a partir dos anos 60, denominada Arte Contemporânea, trouxeram grandes questionamentos … Continuar lendo Crítica social na Arte Clássica: Será possível revisitar o passado?

Melissa McCracken, a artista que pinta suas músicas favoritas através da sinestesia

Há algum tempo circulou pela web um artigo sobre a artista Melissa McCracken, que possui um raro quadro clínico: Sinestesia. Palavra derivada do grego (Syn = união, junção e Esthesia = Sensação), ou seja, a capacidade sensorial conjunta: Sentir o cheiro … Continuar lendo Melissa McCracken, a artista que pinta suas músicas favoritas através da sinestesia

OBRA DE ARTE DA SEMANA: Dante e Virgílio de William Bouguereau

William-Adolphe Bouguereau (1825-1905), Dante e Virgílio, óleo sobre tela, 281x 225 cm, 1850. Conservada no Musée d’Orsay, Paris, França. A obra Dante e Virgílio de William Bouguereau nasce primordialmente dos sentimentos de raiva e frustração do artista ao ter suas … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA: Dante e Virgílio de William Bouguereau

Visual Thinking – O mercado se rende à criatividade

Há alguns anos o termo “Indústria Criativa” vem sendo utilizado quando se fala principalmente em atividades econômicas e mercado de serviços. Mas o que isso realmente significa? Essencialmente Indústria Criativa é aquela onde se têm talentos criativos, que possuem habilidades … Continuar lendo Visual Thinking – O mercado se rende à criatividade