A morte e a vida nas catacumbas centenárias de Paris

Catacumbas que abrigam seis milhões de mortos de diversos cemitérios superlotados. Galerias subterrâneas preservadas desde 1777. E a ideia de abrigar no subsolo de uma cidade as ossadas de vítimas da peste e outras doenças, com uma exposição monumental de … Continuar lendo A morte e a vida nas catacumbas centenárias de Paris

OBRA DE ARTE DA SEMANA: Psiquê reanimada por um beijo do Amor, de Canova

Antonio Canova, Psiquê reanimada por um beijo do Amor, mármore, 1,55 de altura, 1787-1793. Conservada no Musée du Louvre, em Paris, França. Psiquê reanimada por um beijo do Amor é uma escultura do artista neoclássico italiano Antonio Canova. As obras … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA: Psiquê reanimada por um beijo do Amor, de Canova

OBRA DE ARTE DA SEMANA: Vitral ‘Os jogadores de xadrez’

Artista desconhecido, Os jogadores de xadrez, vitral, 52X54cm, segundo quarto do século XV. Conservado no Musée Cluny, em Paris, França. A maioria das pessoas conhece vitrais por serem aqueles “mosaicos” de vidro que decoram as janelas das igrejas, mas, você sabia … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA: Vitral ‘Os jogadores de xadrez’

OBRA DE ARTE DA SEMANA: Fivela-relicário com águia

Fivela-relicário com águia, prata, pedras preciosas, cristal, vidro e pérolas, 18,5 x 18,5 cm, segundo ou terceiro quarto do século XIV. Conservada no Musée Cluny – Musée National du Moyen-Âge, Paris, França. Esse refinado exemplo de ourivesaria – trabalho em metais … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA: Fivela-relicário com águia

OBRA DE ARTE DA SEMANA: Ciclo de Maria de Médici – O desembarque da rainha em Marselha, de Rubens

Peter Paul Rubens, Ciclo de Maria de Médici: O desembarque da rainha em Marselha, em 3 de novembro de 1600, óleo sobre tela, 394 X 295 cm, 1625. Conservada no Museu do Louvre, Paris, França. A obra de hoje mostra … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA: Ciclo de Maria de Médici – O desembarque da rainha em Marselha, de Rubens