OBRA DE ARTE DA SEMANA: Vitral ‘Os jogadores de xadrez’


Artista desconhecido, Os jogadores de xadrez, vitral, 52X54cm, segundo quarto do século XV. Conservado no Musée Cluny, em Paris, França.

A maioria das pessoas conhece vitrais por serem aqueles “mosaicos” de vidro que decoram as janelas das igrejas, mas, você sabia que estes não eram exclusivos às construções religiosas, mesmo na Idade Média? No final da Idade Média, os vitrais se tornaram cada vez mais frequentes em casas de laicos, aristocratas cultos, e, também, nesse período, a partir do século XIV, com a criação dos vidros brancos, também se tornou recorrente um estilo menos colorido, anteriormente dominado pelo azul e pelo vermelho. Ambas as características aplicam-se ao vitral estudado hoje, o chamado Os jogadores de xadrez, conservado no Museu Cluny – Museu da Idade Média, em Paris.

Nesse refinado exemplo proveniente de uma casa próxima a Lyon, na França, vemos em um homem e uma mulher com roupas elegantes típicas da época – a dama usa o característico hennin duplo, adereço de cabeça feminino composto de uma armação de metal ou papelão coberta de um tecido – jogam uma partida de xadrez.

Entretanto, não se trata de um simples jogo de xadrez, mas sim de uma cena de amor cortês. Na época, estimulado pelos romances de cavalaria, o tema do amor cortês, no qual o cavalheiro corteja elegantemente a dama, estava em voga e era representado nas mais diversas artes. O jogo de xadrez é uma metáfora da batalha entre o cavalheiro, que faz de tudo para conquistar a dama, que, por sua vez, se faz distante e se nega a entregar-se. O tabuleiro de xadrez representa forças opostas – o branco e o preto – em combate, em um conflito que pode ser ainda uma batalha entre a razão e a emoção, um dos principais duelos internos nos jogos de amor cortês. Esse confronto entre emoção e razão pode ser visto aqui pelos gestos da dama. O homem, que parece distraído, tem em sua mão esquerda a rainha, simbolizando a mulher, que demonstra espanto pelo gesto de sua mão direita, mas, ao mesmo tempo, certo encorajamento pelo fato de tocar no braço do cavalheiro.

O motivo quadriculado do tabuleiro se repete no solo da elegante sala de perspectiva ainda rudimentar na qual se encontram os personagens. Entretanto, o desenho no piso mostra uma mescla dos quadrados claros e escuros, que se completam. Seria essa uma representação da complementariedade ou da fusão, entre o feminino e o masculino?

O elaborado desenho, que geralmente era copiado pelos pintores de vidros de uma gravura ou desenho de uma pintura ou modelo pré-existente, foi feito sobre pedaços de vidro branco usando a famosa grisaille, mistura de pó de vidro e óxidos de ferro ou cobre que já era usada na pintura de vidros coloridos, e o amarelo de prata (jaune d’argent), um pigmento que se tornou moda na época em que o vidro branco se tornou popular, sendo criado através da mistura de prata em pó ou sal de prata e um aglutinante, e aplicado na parte de trás da peça. Depois de pintado, o vidro era colocado no forno, e, posteriormente, os diversos pedaços que compunham a peça eram unidos através de bandas de chumbo.

Bibliografia:

“Tabuleiro” e “Xadrez” in Jean CHEVALIER, Alain GHEERBRANT in Dicionário de símbolos, Rio de Janeiro, José Olympo Editora, 1995 (10ª edição), p. 859, 966-967.

Laurence CUZANGE, « Le métier de verrier et de peintre-verrier » in Dossier de l’art, Paris, Faton, No. 152 (Maio 2008), p. 52-55.

Sophie LAGABRIELLE, « Le vitrail : quatre siécles d’évolution » in Dossier de l’art, Paris, Faton, No. 152 (Maio 2008), p. 52-55.

“Jaune d’argent” in Musée de Cluny, [Online]. Consultado em 22/10/2018.
http://www.musee-moyenage.fr/ressources/glossaire.html#jaunedargent

“Les joueurs d’échecs” in Musée de Cluny, [Online]. Consultado em 22/10/2018.
http://www.musee-moyenage.fr/collection/oeuvre/joueurs-echec.html

“Vitrail: les joueurs d’échecs” in Réunion des Musées Nationaux, [Online]. Consultado em 22/10/2018.
https://www.photo.rmn.fr/archive/07-516279-2C6NU0CB0HXK.html

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s