OBRAS INQUIETAS 51. “Tigre na selva” (1917), Max Slevogt

Possuída pela sinuosidade do tigre, todo o corpo da mulher é medo e entrega. O abandono – o saber se consagrar à volúpia do precipício, o saber desistir da luta – é o mais difícil dos sentimentos, e o mais … Continuar lendo OBRAS INQUIETAS 51. “Tigre na selva” (1917), Max Slevogt

OBRA DE ARTE DA SEMANA: Dante e Virgílio de William Bouguereau

William-Adolphe Bouguereau (1825-1905), Dante e Virgílio, óleo sobre tela, 281x 225 cm, 1850. Conservada no Musée d’Orsay, Paris, França. A obra Dante e Virgílio de William Bouguereau nasce primordialmente dos sentimentos de raiva e frustração do artista ao ter suas … Continuar lendo OBRA DE ARTE DA SEMANA: Dante e Virgílio de William Bouguereau

OBRAS INQUIETAS 02. “Hércules e Licas” (1815), Antonio Canova

“Hércules e Licas” (1815), de Antonio Canova Viver nunca é justo. Eu, Licas, nasci de mãe desconhecida, filho provável de um cidadão ou de um escravo. Não conheci meus pais. Fui alimentado pela caridade alheia; comi com cães, com ratos, … Continuar lendo OBRAS INQUIETAS 02. “Hércules e Licas” (1815), Antonio Canova