Conheça o Día de Muertos, a comemoração do dia de finados no México

Por Sandy Zendejas

O dia dos finados é uma data especial para o mexicano. Este feriado é bastante comemorado, pois na nossa cultura acreditamos que nesses dias as almas dos nossos entes queridos que faleceram vêm nos visitar, e, assim, preparamos oferendas para espera-las.

O primeiro de novembro é dedicado às almas jovens, já o segundo dia é o dos adultos.

O principal item neste dia é o altar, que é uma oferenda dedicada ao finado, ou como comumente o chamamos no México “nosso mortinho”.

Este tipo de oferenda tem origem nas culturas indígenas mesoamericanas e a interpretação e o significado pode mudar dependendo da cultura, mas a essência é muito parecida.

Com o passar do tempo foram feitas algumas alterações, tais como adicionar símbolos religiosos. Existem vários tipos de altares, o altar maia, por exemplo, é feito no chão utilizando diversas sementes. O altar mais comum hoje é feito com 7 degraus frequentemente associado aos 7 pecados capitais. Cada oferenda acaba tendo características diferentes, pois depende muito das crenças e das características da pessoa a quem está sendo dedicado, porém existem alguns itens que não podem faltar.


Oferendas

Fogo: A luz que guia o caminho, incluindo a volta ao mundo dos mortos.

Água: A fonte da vida, oferecida para acalmar a sede da alma.

Sal: Elemento de purificação, para que o corpo não se corrompa. Também serve como proteção na viagem de ida e na volta no próximo ano.

Flores: Decoram e enchem o lugar de aromas durante a estadia da alma.

Uma das flores principais nesta temporada é a flor de cempasúchil, a aroma desta é inconfundível. Costuma-se colocar um caminho com as pétalas desta flor para guiar o caminho do cemitério à oferenda e posteriormente da oferenda ao cemitério.

Comida e bebidas: São oferecidas segundo as preferências do homenageado.

Aromas: Copal (resina aromática), serve para limpar o lugar, afastar os maus espíritos e para que a alma consiga entrar no lar sem perigos.

Foto(s) do(s) homenageado(s): A foto da pessoa para quem está sendo dedicada a oferenda.

Brinquedos, roupas, ou artigos relacionados aos gostos da pessoa homenageada também são colocados. Algumas pessoas também posicionam uma cadeira do lado do altar para a alma descansar um pouco.

Nas praças do país inteiro podem visitar-se altares dedicados a pessoas que fizeram alguma coisa marcante em vida, como heróis locais, artistas ou músicos. Nas escolas costuma ter concursos de altares, e dedica-se um dia só para isso. Muitas empresas também colocam um altar nas próprias instalações.

Pedi para alguns amigos do México compartilharem fotos dos altares e a comemoração em geral, vejam só às belezas que recebi.

Agradeço muito a colaboração de todos eles que fizeram este artigo mais colorido e mais lindo.

Comidas e doces típicos

Pão de morto

Já no mês de outubro as padarias começam fabricar o delicioso pão de morto, feito de uma massa sabor laranja, coberto com açúcar e canela.

O pão é redondo com detalhes no topo, parecidos com ossos. Pode parecer estranho para você que está lendo, mas é isso o que representam.

Caveiras doces

Um doce típico encontrado também nestas datas é a caveirinha feita de açúcar (ou chocolate) e decorada de um jeito bem colorido. Um detalhe importante é que na parte da testa costuma ter uma etiqueta com algum nome escrito e é bem comum trocar essas caveirinhas. É, você ganha uma caveirinha com o seu nome escrito! Pode parecer assustador, mas, para nós, é bem normal!

Caveirinhas literárias

São obras satíricas nas quais geralmente aparece a morte procurando por alguém para levar com ela, na maioria das vezes a pessoa consegue se librar e ficar no mundo dos vivos por mais tempo.

Em 2003, a UNESCO declarou a cerimônia do dia dos mortos como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

Nos últimos anos esta tradição tem se espalhado ao redor do mundo e o Brasil não pode ficar atrás. Neste final de semana aconteceu a Fiesta de día de Muertos no memorial da América Latina em São Paulo, um evento dedicado à exposição de altares, além de opções gastronômicas, música e feira de artesanato.

Se você não pôde comparecer no evento, fique tranquilo! Pode assistir algum dos filmes que tratam desta linda tradição:


Festa no Céu
(2014) do cineasta mexicano Guillermo del Toro.


Viva! A vida é uma festa
(2017), produção da Disney Pixar.


Já se você é amante do cinema em preto e branco, pode assistir Macário, um filme mexicano de 1960 que fala muito bem da tradição do dia dos mortos.

Estes três filmes interpretam muito bem a tradição do dia dos mortos, se ficar muito curioso e tiver tempo, assista os três, veja quais são as diferenças e semelhanças.

Compartilho com vocês uma pequena galeria de fotos desta festa no México no El Portal del Miedo no Facebook.

Fontes das imagens:

Imagens de colaboradores.

http://www.milenio.com

http://blog.kiwilimon.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s