Van Gogh e a moda

Muitas pessoas acreditam que a moda seja algo fútil, superficial, “coisa de gente burra”. Porém, alguns designers criam verdadeiras peças de arte, conhecem e se inspiram da criação de grandes nomes das artes plásticas e algumas vezes até mesmo convidam artistas contemporâneos para participar ativamente de suas coleções.

O exemplo que trago hoje é aquele do estilista neerlandês Mattijs van Bergen, da marca que leva seu nome, MATTIJS. Conheci o extremamente simpático designer durante o Dutch Touch, evento de moda e culinária neerlandesa organizado pela embaixada desse país, durante o Pitti Immagine – feira de -moda bastante importante de Florença. Lá conheci o personagem – sim é quase um personagem – e seus lindos vestidos expostos na ocasião.

Sua mais recente coleção, muito artística, contém estampas de pinturas de Vincent Van Gogh em diversos tecidos que compuseram as peças do seu Outono-Inverno 2014. Além de realizar um desfile magnífico durante a Mercedes-Benz Fashion Week de Amsterdã, MATTIJS expôs a coleção Complementair no Van Gogh Museum, ao lado das pinturas originais nas quais cada peça foi inspirada.

Mattijs van Bergen e suas modelos. Foto: Team Peter Stigter

Como na maioria das coleções precedentes do estilista, Complementair mostrou looks alegres, elegantes e femininos, repletos de saias, calças e blusas com bastante forma e movimento. As pinturas estamparam somente algumas peças, acompanhadas de outras que seguem a palheta cromática do artista. A maquiagem usada pelas modelos no desfile também adotou essas cores, aplicadas como pinceladas coloridas em volta dos olhos, aliadas a um batom vermelho marcante sobre os lábios. Colares lindos, frequentemente decorados com a borboleta tradicional da marca, completaram o visual.

Para aqueles que não estão familiarizados com sua arte, Vincent Willem Van Gogh foi um pintor pós-impressionista neerlandês do século XX que passou a vida entre a França e os Países Baixos. É bastante conhecido pelo grande público pela força plástica e vivacidade de suas obras, além de ser visto como um “artista maldito”, pois cortou a própria orelha, nunca vendeu uma só obra em vida e cometeu suicídio aos 37 anos, devido a problemas mentais.

Vestido e blusa inspirados na pintura Íris ou Lírios (1889).



Vestido e saia inspirados na Amendoeira em flor (1890). A obra foi criada na ocasião do nascimento de seu sobrinho, filho de seu querido irmão Theo, e deveria ficar pendurado na parede atrás da cama do casal, simbolizando assim a vida, pois a amendoeira floresce durante a primavera.


Calça inspirada na série de sete pinturas representando os famosíssimos Girassóis (1888-1889). O tema foi escolhido por Van Gogh para decorar o quarto onde o também artista Paul Gauguin – apaixonado por girassóis – ficaria quando visitasse sua casa em Arles.



Saia provavelmente inspirada na pintura Raízes de árvores (1890).


A marca também apresentou suas criações na Embaixada da Holanda em Paris, durante a Semana de Moda.

Veja abaixo outros looks da coleção:
















*Texto originalmente publicado no Fashionatto, em outubro de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s