Novo calendário da Pirelli apresenta mulheres notáveis – a maioria delas vestidas!

Hoje vi uma notícia sobre o calendário da Pirelli 2016, que ao em vez de ser ilustrado com as costumeiras imagens de modelos – leia mulheres magras e “gostosas” –  foi recheado com fotografias de mulheres notáveis em suas carreiras. Durante o pequeno intervalo de tempo entre o click no link e a abertura da página do Huffington Post, a foto de capa mostrando a humorista Amy Schumer deu asas ao seguinte pensamento: “Mas como um calendário tipicamente de oficina de mecânico – ou seja, voltado a um público masculino que quer ver mulheres que eles desejem sexualmente – funciona sem mulher gostosa em pose sexy? ”. Acreditei que deveria se tratar de imagens de mulheres consideradas feias pela sociedade, em uma jogada de marketing totalmente forçada para entrar na onda do “politicamente correto” e no clichê da beleza interior e blá, blá, blá.

É, galera, foi um pequeno deslize. Acontece. E prova o quanto os padrões de beleza estão implantados em nossas mentes e claramente desconstruir é um exercício diário.

O fato é que depois que a página abriu e eu vi as quatro fotos liberadas até agora (no momento em que eu escrevia esse texto só haviam quatro fotos disponíveis no site oficial do calendário e na maioria das notícias sobre o assunto, mas atualmente todas já estão disponíveis e anexadas ao final do post) retratando Amy Schumer, Serena Willians, Yao Schen e Patti Smith, eu mudei completamente de ideia. Elas foram feitas pela legendária Annie Leibovitz – fotógrafa veterana que já fez desde cliques de celebridades até a cobertura da Guerra da Bósnia.


A atriz e comediante stand up Amy Schumer.


A atriz Yao Chen, primeira chinesa Embaixadora da Boa Vontade do Alto Comissariado da ONU para Refugiados.


A tenista Serena Williams, número um do mundo.


A cantora Patti Smith, uma das maiores estrelas do rock de todos os tempos.

Serena Willians está particularmente gata e em nada deixa a desejar a uma modelo. Ok, ela é uma atleta e claramente tem um corpo tonificado, mas tem um bumbum e coxas que entalariam na estreiteza de padrões de uma passarela de Fashion Week.

Na verdade, todas estão bonitas. Mesmo a imagem de capa, que não me pareceu mostrar uma mulher desejável em um primeiro momento, mudou de figura numa segunda olhada. Amy Schumer realmente está bonita. O que me incomodou no início foi uma pequena barriguinha com dobrinhas, realmente pequenas, devido à pose com o tronco ligeiramente inclinado. É algo realmente minúsculo, mas que pelos padrões enraizados em meu cérebro, me incomodou bastante logo de cara. E falando francamente, talvez seja algo que não é sexualmente desejável para mim, mas que muitos homens ou mulheres não teriam absolutamente nada contra. Aliás, aposto que tem gente que acha a Amy bem “gostosa”. Nem todo mundo gosta de magrelas ou musculosas, ambas representativas dos dois únicos padrões aceitáveis para não ser chamada de gorda usando um biquíni. Aliás, acho que a Amy nem seria chamada de gorda, quando trajando biquíni. É o mesmo para os homens. Algumas pessoas podem adorar um aglomerado de músculos gigante do tipo Arnold Schwarzenegger – o que eu, por exemplo, particularmente não aprecio nenhum pouco – enquanto outras simplesmente preferem um magrelinho, ou gordinho, ou magro definido, ou seja lá como for. Outro dia, lendo um artigo sobre uma ex-obesa abandonada pelo marido quando emagreceu, descobri que até existem sites com fotos para pessoas que tem fetiches por mulheres obesas!!!  Basicamente, a palavra é pluralidade, não somente porque existem corpos diferentes, mas por que existem gostos diferentes. Simples assim.

Inclusive, outra quase novidade desse ano é que a maioria das mulheres estão vestidas (!), algo que já havia acontecido com os calendários de 2002, 2008 e 2013, clicados respectivamente por Peter Lindbergh, Patrick Demarchelier e Steve McCurry. Um indício de que os tempos mudam e apoia a ideia de que mulher não precisa estar nua para ser desejável. É um belo passo contra a objetificação sexual. Parabéns Pirelli, you rock!

Confira as outras fotos do calendário 2016:


A top model russa Natalia Vodianova, fundadora da instituição de caridade Naked Heart Russia.


A produtora Kathleen Kennedy, presidente da Lucasfilm e uma das figuras mais influentes de Hollywood.


A colecionadora e compradora de arte Agnes Gund (com a neta Sadie Rain Hope-Gund), presidente Emérita do Museu de Arte Moderna em Nova York.


A formadora de opinião, crítica e escritora Fran Lebowitz.


A presidente da Ariel Investments, Mellody Hobson, que apoia projetos de caridade em Chicago.


A diretora de cinema Ava DuVernay, que fez, dentre outros, Selma, indicado para o Oscar de Melhor Filme em 2015.


A blogueira Tavi Gevinson, fundadora da Style Rookie e da revista online Rookie.


A artista visual iraniana Shirin Neshat.


A artista, música e performer Yoko Ono.

Fontes:

http://g1.globo.com/economia/midia-e-marketing/noticia/2015/11/calendario-pirelli-2016-traz-mulheres-notaveis-no-lugar-de-modelos.html

http://www.brasilpost.com.br/2015/11/30/calendario-pirelli-fotos_n_8682382.html

http://pirellicalendar.pirelli.com/en/the-cal-2016/home

http://www.pirelli.com/tyre/br/pt/news/2015/11/30/calendario-pirelli-2016-de-annie-leibovitz-e-apresentado-em-londres/

Revisado por Jay Araújo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s