Você sabia que o hino da Alemanha foi composto por Haydn? Conheça sua história!

Nossa personalidade musical é simplesmente uma das coisas mais inexplicáveis que existe. Recordo-me que na infância, todo domingo de manhã assistia à Formula 1 e torcia para o heptacampeão Michael Schumacher subir ao pódio, apenas para escutar o hino alemão.  Aquela melodia me encantava e fascinava.

Composto pelo importantíssimo compositor austríaco do período clássico, Joseph Haydn, ele escreveu o seu quarteto de cordas intitulado “Deus Salve o Imperador Francisco” para Francisco II, do Império da Áustria. Com a Áustria ameaçada pelas tropas francesas de Napoleão Bonaparte, os sentimentos de patriotismo dos austríacos cresceram, e Haydn percebeu que a sua nação não possuía um hino de respeito, amor e reverência a seu governante, como a Inglaterra possuía o seu canto de “Deus Salve a Rainha”. Inspirado pelos ingleses, o compositor pediu ao poeta Lorenz Haschka para criar uma poesia que instigava a devoção do povo a seu líder, encorajando-os ao combate. Haydn adaptou a melodia ao poema e sua primeira apresentação aconteceu no aniversário do imperador em 1797. Após a morte de Francisco II em 1835, a letra sofreu diversas modificações, se adaptando às exigências dos seus sucessores, e permanecendo a melodia oficial até o colapso do Império em 1918.

Após algumas décadas, o poeta nacionalista alemão, August Heinrich Hoffmann von Fallersleben, inspirado pelo momento político vivenciado pela Alemanha na época, decidiu adotar a melodia do quarteto de Haydn para seu novo poema, pedindo unidade ao povo alemão. A sua canção adaptada ganhou grande popularidade, sendo o seu primeiro verso oficializado em 11 de agosto de 1922 como o hino nacional alemão pela República de Weimar.

Durante o período nazista, o seu primeiro verso ganhou conotações infelizes, sendo mal interpretado por alguns como uma reivindicação a hegemonia mundial alemã, sendo assim banido por um tempo após a Segunda Guerra Mundial. Em 1951, foi restaurado pela Alemanha Ocidental, e após a reunificação do país, em 1991, foi declarado o terceiro verso do poema de Hoffmann como hino da Alemanha.

Como disse, nossa personalidade musical é incrível, pois quando criança não fazia idéia de que Haydn seria o autor daquela melodia que me encantava, e quando adulto, demorei a descobrir que o compositor que mais adoro escutar e estudar seria o compositor do hino que mais me comove até os dias de hoje!

Peguem uma xícara de café e se deliciem com a melodia histórica do grande mestre e professor de Mozart e Beethoven: Joseph Haydn.

https://m.youtube.com/watch?v=mBmCcSz6HWw

Bibliografia:

Geiringer, Karl. Haydn: A Creative Life in Music. Paperback, 1992.
Compre esse livro aqui.

Fonte da imagem de capa:

https://br.depositphotos.com/9536827/stock-illustration-german-coat-of-arms-vector.html

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s