Highlights da SP-Arte 2017

O grande encontro paulistano do mercado da arte moderna e contemporânea, a SP-Arte, aconteceu de 5 a 9 de abril no Pavilhão da Bienal no Parque do Ibirapuera. Para quem não sabe, trata-se de uma feira de arte, ou seja, visa, sobretudo, a venda de obras, além de ser também uma oportunidade para descobrir novos artistas e apreciar arte, unindo diversas galerias em um mesmo local, de maneira bastante prática para o colecionador. O público paulistano comparece em peso à exposição, que se tornou também um evento social e desfile de looks, com grandes filas durante o final de semana.

Os três andares do pavilhão foram ocupados com mais de 120 galerias nacionais e estrangeiras. No térreo, além dos stands tradicionais de galerias, havia os espaços Showcase, para exposição de até três nomes que despontam na arte contemporânea, mostras solos de artistas e stands dedicados a livros sobre arte e livros de artistas. No segundo piso, mais galerias e alguns espaços temáticos dos patrocinadores, como um café-loja bastante simpático da Amsterdam Sauer, inspirado na Paris modernista e no rio dos anos 20. No terceiro e último andar, stands dedicados ao design, valorizando a experiência do design autoral – uma novidade na mostra desse ano – e um espaço exclusivo aos galeristas e artistas japoneses, a Tokyo House.


Em primeiro plano, Abóbora Estrelada de Yayoi Kusama, Galeria Ota Fine Arts (Tóquio), na Tokyo House.

Além da feira, o evento também contou com exposições e performances pela cidade de São Paulo, com a Gallery Night – dia no qual as galerias ficaram abertas até mais tarde – e com palestras e diálogos sobre arte, o chamado TALKS, organizado pela revista ARTE! Brasileiros.

Se você não pôde visitar a exposição e está curioso sobre o que foi apresentado, confira abaixo algumas de minhas obras favoritas:


Tunga, Studio Nóbrega (São Paulo).


Detalhe da obra de Tunga


Tridimensional
, José Resende, Studio Nóbrega (São Paulo).


Detalhe da obra Debaixo do Pé de Limoeiro, Os Gêmeos, Galeria Frente (São Paulo).



Runo Lagomarsino, Mendes Wood DM (São Paulo).
Nessa obra, o artista faz um jogo de palavas com “mare nostrum” e “mare mostrum” que se alternam no neon. “Mare nostrum” é uma famosa sentença latina que significa “nosso mar”. Já em “mare mostrum”, a palavra mostrum não existe verdadeiramente em latim, mas indica o lado monstruoso do mar. O artista reflete sobre o problema atual da imigração e dos refugiados, em um mar que, em teoria, é de todos.


Daniel Buren, Galeria Nara Roesler (São Paulo).


José Patrício, Afinidades Cromáticas XXV, Galeria Nara Roesler (São Paulo).


A obra de José Patrício é composta de uma infinidade de botões.


Irmãos
, Brígida Baltar, Galeria Nara Roesler (São Paulo).


Monkey from Cubs Series
, Oleg Dou, Galeria Baró (São Paulo).


Ordem e Progresso
, Lourival Cuquinha, Galeria Baró (São Paulo).
Nas flechas de etnias atingidas pela usina elétrica de Belo Monte, o artista perfurou e perfilou moedas de 50 centavos, inscritas com o lema positivista “Ordem e Progresso”.


Focus
, Daniel Arsham, Galeria Baró (São Paulo).
A obra foi criada com pedacinhos de vidro moído.


Alex Cerveny, Casa Triângulo (São Paulo).


Quasos 2
, Ascanio, Casa Triângulo (São Paulo).


Resíduos da ação Escritura, Maurício Ianês, Galeria Vermelho (São Paulo).


Pra que
, Eliane Prolik, SIM Galeria (Curitiba).


Detalhe da obra Pra que.


Ian Davenport, Arteedições Galeria (São Paulo).


Detalhe da obra de Mestre Didi, Paulo Darzé Galeria (Salvador).


Pergusa
, Frank Stella, Athena Galeria de Arte (Rio de Janeiro).


Detalhe de Pergusa.



Série Último Sussurro, Lucas Bambozzi, Galeria Emma Thomas (São Paulo).


Luisa Editore, Galeria Oscar Cruz (São Paulo).


Graciela Hasper, Galeria Oscar Cruz (São Paulo).


Árvores
, Jorge Mayet, Galeria Inox (Rio de Janeiro).


José Bento, Galeria Millan (São Paulo).
O artista representa uma grande colher de pau, com um grão de arroz e um grão de feijão em cada uma de suas extremidades.


Chances
, Regina Parra, Galeria Millan (São Paulo).


Série Tranças, Robério Braga, Galeria Mario Cohen (São Paulo).


Éder Oliveira, Periscopio (Belo Horizonte).
Uma das mais interessantes obras da mostra, em minha opinião, o artista pinta a si mesmo (com o pincel) e um jovem marginalizado do norte do país – também de onde vem o artista – com um policial segurando seu rosto. A cor vermelha remete ao sangue.


Detalhe da obra de Éder Oliveira.


Beth Moyses, Galeria Fernando Pradilla (Madri) e El Museo (Bogotá).


Marco Mojica, Galeria Fernando Pradilla (Madri) e El Museo (Bogotá).
Aqui, o artista reproduziu na estampa do vestido que pintou o famoso crânio cravejado de diamantes de Damien Hirst.


Adriana Duque, Galeria Zipper (São Paulo).


Pedro Varela, Galeria Zipper (São Paulo).


Alê Jordão, Choque Cultural (São Paulo).


Mabel Poblet, Galeria Collage Habana Jackie Shor – Arte (São Paulo).
A artista recorta fotografias e as reconstrói usando alfinetes.


Obra da série Cenas para uma vida melhor, Marta Neves, Manoel Macedo Arte (Belo Horizonte).
O retrato do terrorista foi composto de ursos de pelúcia, opondo assim a fofura ao terror.


Tinho, Movimento Arte Contemporânea (Rio de Janeiro).


Toz, Movimento Arte Contemporânea (Rio de Janeiro).


Deneir, Sérgio Gonçalves Galeria (Rio de Janeiro).


Andréa Facchini, Sérgio Gonçalves Galeria (Rio de Janeiro).


Reynaldo Candia, Galeria Mezanino (São Paulo).
Os livros feitos de gesso são rudemente embalados quando transportados de uma exposição para outra, propositadamente se desfazendo pouco a pouco.


Rafael RG, Sé Galeria (São Paulo).


Mitos Amorfos
, Elfi Nitze, Centro Universitário Belas Artes (São Paulo).


Luminária Tutano, Luiz Antonio Ressate e Sofia Venetucci Ferreira Neto, Centro Universitário Belas Artes (São Paulo).


Lina Bo Bardi, Etel.

 
Ary Perez, São Paulo

Fontes das imagens: Fotografias feitas pela autora e imagens de divulgação.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s