OBRA DE ARTE DA SEMANA: ‘Fora do Quarto Proibido’, de Holly Andres


Holly Andres, Outside the Forbidden Bedroom (Fora do Quarto Proibido), fotografia (impressão cromogênica), 50,8 x 63,5 cm (edição de 12 exemplares) e 101,6 x 127 cm (edição de 3 exemplares), 2008.

Quando nos deparamos com a fotografia Outside the Forbidden Bedroom, ou Fora do Quarto Proibido, em português, podemos perceber que há certo mistério pairando no ar, uma inspiração dos livros e da série sobre a jovem detetive Nancy Drew e dos filmes do horror dos anos 70. As meninas estão prestes a abrir uma porta de, como o título nos indica, um quarto proibido. Há um misto de expectativa e tensão na pose das personagens, como vemos pela expressão de seus rostos e pelo gesto da mão da menina mais velha que toca o ombro da menor e parece tanto de apreensão quanto de encorajamento e apoio. O espectador se pergunta o que haverá atrás dessa porta, mas não haverá resposta a essa pergunta que continuará para sempre a pairar sobre a imagem.

Os temas dessa obra são comuns a outras fotografias dessa série de nome Sparrow LaneCaminho do Pardal, em tradução livre -, e à outros trabalhos da artista, que se inspira frequentemente de memórias reais ou imaginárias da sua infância para contar histórias através de cenas coloridas e uma iluminação dramática, característica de filmes de Hitchcok, atestando assim a influência do cinema em suas imagens – Andres também trabalha na área e já participou da realização de curta-metragens. A beleza das fotografias – editadas digitalmente – com suas cores vibrantes e belas jovens traz talvez um pouco de outro lado da artista, que, além de criar obras de arte, fotografa editoriais de moda.


Holly Andres, The Glowing Drawer (A Gaveta Resplandescente), 2008.

Também nos lembramos de Alice no País das Maravilhas, pelas cores, roupas e curiosidade das personagens, sempre femininas nessa série. Sua curiosidade tímida, de certa forma, inocente, evoca a adolescência, quando não se é mais uma criança, mas também ainda não se é um adulto. As descobertas das personagens podem ser tanto sobre quem são e de onde vieram – Sue Taylor, em sua crítica no Art in America, aponta que o quarto poderia representar o local de concepção das próprias meninas -, quanto a descoberta da sexualidade que acontece nessa fase da vida. Há, inclusive, várias alusões freudianas à sexualidade tanto na fotografia que estudamos, quanto em outras da mesma série : a chave que entra na fechadura e não deixa de lembrar o ato sexual ; a gaveta sendo aberta ; a gaiola vazia, onde não há mais um pássaro, pode indicar a perda da virgindade, como apontou Sue Taylor.


Holly Andres, The Missing Bird (O Pássaro Desaparecido), 2008.


Holly Andres, The Secret Portal (O Portal Secreto), 2008.

Bibliografia/Links:

“Holly Andres” in Koch Gallery, [Online], http://www.kochgallery.com/artists/contemporary/Andres/index.html (Consultado em

02/06/2020).

“Holly Andres, Sparrow Lane” in Robert Mann, [Online], http://www.robertmann.com/2008-andres-press (Consultado em 02/06/2020).

“Outside the Forbidden Bedroom” in Jackson Fine Art, [Online], https://www.jacksonfineart.com/holly-andres/outside-the-forbidden-bedroom/ (Consultado em 02/06/2020).

“Sparrow Lane” in Holly Andres, [Online], http://www.hollyandres.com/sparrow-lane (Consultado em 02/06/2020).

Fonte das imagens :

http://www.hollyandres.com/sparrow-lane

https://www.jacksonfineart.com/holly-andres/outside-the-forbidden-bedroom/

 

Comprando qualquer produto na Amazon através desse link, você ajuda a manter o Artrianon e não paga nada a mais por isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s